Comentários

  1. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    Sobre as fantasias de enfermeira, entrevista com a Renata Pietro, presidente do COREN-SP: brreporter.com/v/video-GJrneIF3LwA.html

  2. Samsung Nextel

    Samsung NextelMês atrás

    Siiiiim para um quadro da Ingrid falando sobre sexo. 😅🤣❤️❤️❤️❤️❤️😍😍😍😍😍 maravilhosas juntas

  3. Karen Mycaella

    Karen Mycaella2 meses atrás

    Não chegou aqui ainda 😢 😢 😢

  4. Karen Mycaella

    Karen Mycaella2 meses atrás

    Mulher trás mais a Ingrid rapaiiiiiz 😍😍😍😍😍😍😍😍

  5. Livia Cunha

    Livia Cunha2 meses atrás

    Ingrid maravilhosaa 😍😍❤

  6. Julianaalves Santos

    Julianaalves Santos2 meses atrás

    Amo essa mulher Ingrid Guimarães sou tua fã

  7. Bianca Ferreira

    Bianca Ferreira2 meses atrás

    Sugestões para vídeos Gioh: Top 5 séries da Netflix Top 5 filmes da Netflix Top 5 documentários da Netflix Top 5 melhores livros que já li Top 5 melhores praias do Brasil Tag isso ou aquilo Tag de casais - vídeo mostrando sua estante de livros

  8. Josimari Silva

    Josimari Silva2 meses atrás

    Ingrid lindaa

  9. Michele Pinheiro

    Michele Pinheiro2 meses atrás

    Amei 👏🏻👏🏻👏🏻😘.

  10. Rafael Garcia

    Rafael Garcia2 meses atrás

    Amo Ingrid Guimarães

  11. Laryni Martinez

    Laryni Martinez2 meses atrás

    Gente eu acho a Ingrid maravilhosa!!!

  12. Angel l

    Angel l2 meses atrás

    Adorooo Ingrid Guimarães....😘 Lindas❤

  13. Regis Silva

    Regis Silva2 meses atrás

    Ninguem percebeu que elas estavam usando buttplugs no video

  14. Tailane Santana

    Tailane Santana2 meses atrás

    Esse trote melhor parte, Fernanda Gentil melhor pessoa KKK amooo... 😍😍

  15. Lupi Santos

    Lupi Santos2 meses atrás

    amoresss

  16. larissa Camara

    larissa Camara2 meses atrás

    Não entendo como ela pode ser a feia. Íngrime é muito bonita !!! Ou eu sou doida?!

  17. Karoline Rocha

    Karoline Rocha2 meses atrás

    Ingrid é maravilhosa👏👏👏👏

  18. Larissa Costa

    Larissa Costa2 meses atrás

    INGRID MELHOR PESSOA

  19. Manuela Anderson

    Manuela Anderson2 meses atrás

    Goh, quando a Eloisa perice vai tá na cama contigo. Adoraria ❤️

  20. Eduarda freitas

    Eduarda freitas3 meses atrás

    Gio, não vi e não consigo ver nada de errado. Única coisa que eu vejo são pessoas que não tem oque fazer falando mal de uma fantasia ou seja só pode ser mulheres que nunca usaram uma fantasia na vida... Elas estão falando coisas de sex Shop e nada demais... Profissional de enfermagem é muito respeitada e nunca vi uma enfermeira usando uma fantasia dessa.. É gente que não tem oque fazer pra vim fala merda, são tantas fantasias e só a de enfermeira é a que desrespeita.. FAÇAM O FAVOR VÃO FAZER E COMENTA E DAR PERCUSSÃO UM ASSUNTO QUE REALMENTE VA AJUDAR AO NOSSO BRASIL.

  21. Aryane Ahy

    Aryane Ahy3 meses atrás

    Ingrid é maravilhosa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  22. Daiane marchiori

    Daiane marchiori3 meses atrás

    Adorei muito bom 👏❤😍😘

  23. Alice weissinger jagoda

    Alice weissinger jagoda3 meses atrás

    Melhor filmeeeee ❤️

  24. Raquel Cafe

    Raquel Cafe3 meses atrás

    Gio monica Martelli e ingrid guimaraes juntas ia ser bom demaissss

  25. Dorciléia Bação de Oliveira

    Dorciléia Bação de Oliveira3 meses atrás

    Maravilhosaaaaaas🤣🤣🤣

  26. Tiago e Ana santana

    Tiago e Ana santana3 meses atrás

    Mais uma escrita. O celular e do marido. Mas sou sua fã. As:Alice. Você e muito simpatia alegre. Assisto você no paraíso com gio.kisss

  27. marcela souza

    marcela souza3 meses atrás

    Q entrevista excelente 😍

  28. Deisiele Gomes

    Deisiele Gomes3 meses atrás

    Que entrevista incrível, que mulher, que história 😻👏🏽👏🏽👏🏽 que fofa essa parte do jornal, Deus honra sim.

  29. Maria Madalena oliveira rodrigues

    Maria Madalena oliveira rodrigues3 meses atrás

    Se essa mulher e feia o que eu sou? Pela amor de Deus ela tem cabelo lindo,tem covinhas no rosto,tem um corpão

  30. Ruana Ferreira

    Ruana Ferreira3 meses atrás

    É errando que se aprende e corrigindo que se melhora! Um video com mais de 317 mil visualizações e mais de 16 mil curtidas, significa que teve um alcance muito amplo e junto a este alcance está embutido a imagem que infelizmente o video projetou, um esteriótipo erotizado que foi e ainda é objeto de chacota, menosprezo e resulta na diminuição e interpretação errônea da classe. O video tem sim que parar de ser reproduzido, estamos falando de mais um contexto histórico, de muita luta e dor que ocorre dia após dia no cenário desta profissão no Brasil. Não é fácil, não é simples. Ter um pensamento e olhar critico reflexivo, produzir conteúdos científicos de alto impacto, contribuir para melhorias no cenário de saúde pública no Brasil, lutar por carga horária adequada, pelo piso salárial, pela extinção de condições insalubres; são questões que cercam a rotina de um(a) enfermeiro(a) diariamente, para refletir num cenário de cuidados baseados em evidências cada vez mais elaborados e trazendo avaliações positivas para a saúde brasileira. Não podemos reproduzir nada que diminua toda essa luta.

  31. Marina Miranda

    Marina Miranda3 meses atrás

    Melhor vídeo!!!! hahahaha ri demais!

  32. Victoria Lins

    Victoria Lins3 meses atrás

    Ingrid Guimaraes rainha desse país pqp QUE mulher

  33. Roberto Fraga

    Roberto Fraga3 meses atrás

    Gostei meninas

  34. Mineia Fialho bandeira

    Mineia Fialho bandeira3 meses atrás

    Nossa a Ingrid é linda sim, maravilhosa sim...uma mulher como nós! Tu merece todo o sucesso do mundo Ingrid Guimarães!!!!! Sou tua fã e gioh amuuuuu tiiiii.

  35. Danilo Fernandes

    Danilo Fernandes3 meses atrás

    Ela é tão reservada... Mas trabalha tão bem! que só em acompanhar o trabalho na tela já se nos satisfaz.

  36. Antonieta Rodrigues

    Antonieta Rodrigues3 meses atrás

    Admiro muito vcs , mas gostaria de saber se vcs tivessem alguém q/ vcs amasse em uma situnção grave e precisassem dos serviços de profissionais da SAÚDE , vcs usariam estas fantasias sexuais para mostrar se é que vcs tem pela classe da enfermargem respeito pela classe , ou vcs se acham tão superiores p/ fazer este tipo de vídeo usando nossa classe Enfermagem. .. Qual será a qualificações q/ vcs merecem por nos desrespeitar a tal ponto ....

  37. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  38. Alessandra Mendes Pires

    Alessandra Mendes Pires3 meses atrás

    Fantasias sexuais com uniformes profissionais não é legal! Se diz feminista e desrespeita a enfermagem que é predominantemente composta por mulheres! Não é legal fantasia de enfermeira, de policial, de professora, de escolar ou de secretária! Deveria se retratar ao Conselho da profissão e se quisessem mesmo lutar pelas mulheres, começariam por respeitar as profissões das mulheres todas!!!

  39. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  40. mauro linares

    mauro linares3 meses atrás

    Realmente belíssimas!! É uma pena que tenham se fantasiado com roupas que lembrem uma das mais belas e respeitosa profissões do mundo!! Infelizmente isso causa ainda mais desrespeito a profissional, feminina de enfermagem, que já são tão massacradas todos os dias em sua dupla jornadas de trabalho.

  41. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  42. Elissa Bassani

    Elissa Bassani3 meses atrás

    Amei 😍amo ela !

  43. ariana diniz

    ariana diniz3 meses atrás

    Melhor matéria Ingrid maravilhosa

  44. Carol Passos

    Carol Passos3 meses atrás

    Adorei essa duas são um máximo. Já que passou tanto a Cátia Damasceno traz ela pra sua cama tbm. #ficaadica

  45. Bruna Maria - Clitorize

    Bruna Maria - Clitorize3 meses atrás

    Meu Deus essa mulher é maravilhosa! Eu li o livro confissões de adolescentes e só lembro da história da Ingrid kkkk ela fez parte da minha vida, hoje eu sou sexcoach e entrei para o mercado erótico por conta do filme de pernas pro ar 😍 só tenho a agradecer a essa mulher maravilhosa ❤️

  46. Alessandra Teichler

    Alessandra Teichler3 meses atrás

    Amei ♥️

  47. Simone Nogueira Silveira

    Simone Nogueira Silveira3 meses atrás

    Olá, Giovanna Ewbank e Ingrid Guimarães. Sou Renata Pietro, enfermeira, presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP). Acabei de assistir ao vídeo no qual vocês estão fantasiadas de enfermeiras e discutindo, entre outros assuntos, artigos eróticos. Tenho mais de 20 anos de profissão e desde que comecei meus estudos, e mesmo antes deles, a minha profissão, a enfermagem, é estigmatizada por uma forte carga sexual, que não tem qualquer relação com as nossas atribuições diárias. Abordagens como essa são um empecilho para a nossa luta em busca de reconhecimento. Estamos a 15 dias do início do mês da Enfermagem, um período em que o Coren-SP desenvolve campanhas de valorização da categoria, inclusive com a participação voluntária de muitos artistas e influenciadores, e nos deparar com uma referência dessas à profissão mostra que ainda temos um longo caminho a ser percorrido, no sentido de quebrar paradigmas e mudar uma cultura há décadas arraigada em nossa sociedade. Felizmente há iniciativas nacionais e internacionais que vieram para mostrar que não estamos sozinhas. A campanha “Nursing Now”, idealizada pela Organização Mundial da Saúde, traz a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, e a atriz Emilia Clarke (de “Game of Thrones”), como suas embaixadoras. É um alento e uma grande motivação saber, enquanto profissional de enfermagem, que não estamos remando sozinhos. E esta mensagem é para chamar vocês, grandes atrizes e mulheres brasileiras, a compartilharem conosco essa jornada, pelo empoderamento feminino e pela sororidade. A enfermagem é a categoria da saúde que passa 24 horas por dia ao lado dos pacientes. Atuamos em todas as fases da vida das pessoas, desde o nascimento, passando pelos cuidados preventivos, paliativos, até os momentos mais difíceis. Trabalhamos com indivíduos de todos os gêneros, idades e classes sociais, na saúde pública ou privada. No país, a enfermagem corresponde a 80% da força de trabalho da área da saúde, além de ser responsável por uma grande parcela da produção científica. E no estado de São Paulo, sou uma em um universo de cerca de 450 mil mulheres que integram a profissão. Nós, mulheres, correspondemos a cerca de 86% de todos os profissionais de enfermagem do estado. No vídeo de vocês, o uso de termos como “vestida desse jeito” e “ela não só veio vestida de enfermeira como também trouxe brinquedos” reduz a profissão a uma mera fantasia sexual. A enfermagem é uma profissão que depreende anos de estudo e aperfeiçoamento. Sua classificação fantasiosa é apenas mais um exemplo de um machismo estrutural que reduz o trabalho feminino a questões sexuais. Não são poucos também, por exemplo, os casos de feminicídio praticados contra profissionais de enfermagem, o que só demonstra o tamanho da luta que temos para além de nossa rotina de trabalho. Em uma breve busca de imagens no Google, vocês podem ver que o resultado para “enfermeira” é bem diferente do para “enfermeiro”. Precisamos mudar a visão de que mulheres profissionais de enfermagem (que também são auxiliares e técnicas, além de enfermeiras), assim como secretárias, professoras e outras, sempre sejam lembradas com uma carga erótica que não condiz com o seu real trabalho. Imagino que vocês também se sentiriam incomodadas e pouco representadas com qualquer imagem que pudesse distorcer a profissão de vocês. Como figuras públicas, formadoras de opinião e principalmente, mulheres, peço que não se refiram mais a qualquer trabalhadora como um fetiche. Vamos, juntas, permanecer em ação para que a força de trabalho feminina não seja restringida ao erotismo. Vamos, juntas, lutar cada vez mais pela valorização da mulher. Um abraço, Renata

  48. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  49. Silvia Nogueira

    Silvia Nogueira3 meses atrás

    Olá, Giovanna Ewbank e Ingrid Guimarães. Sou Renata Pietro, enfermeira, presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP). Acabei de assistir ao vídeo no qual vocês estão fantasiadas de enfermeiras e discutindo, entre outros assuntos, artigos eróticos. Tenho mais de 20 anos de profissão e desde que comecei meus estudos, e mesmo antes deles, a minha profissão, a enfermagem, é estigmatizada por uma forte carga sexual, que não tem qualquer relação com as nossas atribuições diárias. Abordagens como essa são um empecilho para a nossa luta em busca de reconhecimento. Estamos a 15 dias do início do mês da Enfermagem, um período em que o Coren-SP desenvolve campanhas de valorização da categoria, inclusive com a participação voluntária de muitos artistas e influenciadores, e nos deparar com uma referência dessas à profissão mostra que ainda temos um longo caminho a ser percorrido, no sentido de quebrar paradigmas e mudar uma cultura há décadas arraigada em nossa sociedade. Felizmente há iniciativas nacionais e internacionais que vieram para mostrar que não estamos sozinhas. A campanha “Nursing Now”, idealizada pela Organização Mundial da Saúde, traz a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, e a atriz Emilia Clarke (de “Game of Thrones”), como suas embaixadoras. É um alento e uma grande motivação saber, enquanto profissional de enfermagem, que não estamos remando sozinhos. E esta mensagem é para chamar vocês, grandes atrizes e mulheres brasileiras, a compartilharem conosco essa jornada, pelo empoderamento feminino e pela sororidade. A enfermagem é a categoria da saúde que passa 24 horas por dia ao lado dos pacientes. Atuamos em todas as fases da vida das pessoas, desde o nascimento, passando pelos cuidados preventivos, paliativos, até os momentos mais difíceis. Trabalhamos com indivíduos de todos os gêneros, idades e classes sociais, na saúde pública ou privada. No país, a enfermagem corresponde a 80% da força de trabalho da área da saúde, além de ser responsável por uma grande parcela da produção científica. E no estado de São Paulo, sou uma em um universo de cerca de 450 mil mulheres que integram a profissão. Nós, mulheres, correspondemos a cerca de 86% de todos os profissionais de enfermagem do estado. No vídeo de vocês, o uso de termos como “vestida desse jeito” e “ela não só veio vestida de enfermeira como também trouxe brinquedos” reduz a profissão a uma mera fantasia sexual. A enfermagem é uma profissão que depreende anos de estudo e aperfeiçoamento. Sua classificação fantasiosa é apenas mais um exemplo de um machismo estrutural que reduz o trabalho feminino a questões sexuais. Não são poucos também, por exemplo, os casos de feminicídio praticados contra profissionais de enfermagem, o que só demonstra o tamanho da luta que temos para além de nossa rotina de trabalho. Em uma breve busca de imagens no Google, vocês podem ver que o resultado para “enfermeira” é bem diferente do para “enfermeiro”. Precisamos mudar a visão de que mulheres profissionais de enfermagem (que também são auxiliares e técnicas, além de enfermeiras), assim como secretárias, professoras e outras, sempre sejam lembradas com uma carga erótica que não condiz com o seu real trabalho. Imagino que vocês também se sentiriam incomodadas e pouco representadas com qualquer imagem que pudesse distorcer a profissão de vocês. Como figuras públicas, formadoras de opinião e principalmente, mulheres, peço que não se refiram mais a qualquer trabalhadora como um fetiche. Vamos, juntas, permanecer em ação para que a força de trabalho feminina não seja restringida ao erotismo. Vamos, juntas, lutar cada vez mais pela valorização da mulher. Um abraço, Renata.

  50. Nilva Stella

    Nilva Stella3 meses atrás

    Concordo. Não usar a imagem da enfermagem como fetiche.

  51. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  52. Thais Cristina

    Thais Cristina3 meses atrás

    Ingrid é maravilhosa!! Adorei o filme, super recomendo!! 😁

  53. Junia Carvalho

    Junia Carvalho3 meses atrás

    Oi gio super escrita bjosss 🥰🥰🥰🥰

  54. Grazielly Farias

    Grazielly Farias3 meses atrás

    Video absurdo!! Que desrespeito... decepção. Conheçam o pq nós profissionais da enfermagem lutamos para que essas fantasias absurdas sejam extintas!

  55. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  56. Michelle Mayumi Yoshimura de Campos

    Michelle Mayumi Yoshimura de Campos3 meses atrás

    Olá, Giovanna Ewbank e Ingrid Guimarães. Sou Renata Pietro, enfermeira, presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP). Acabei de assistir ao vídeo no qual vocês estão fantasiadas de enfermeiras e discutindo, entre outros assuntos, artigos eróticos. Tenho mais de 20 anos de profissão e desde que comecei meus estudos, e mesmo antes deles, a minha profissão, a enfermagem, é estigmatizada por uma forte carga sexual, que não tem qualquer relação com as nossas atribuições diárias. Abordagens como essa são um empecilho para a nossa luta em busca de reconhecimento. Estamos a 15 dias do início do mês da Enfermagem, um período em que o Coren-SP desenvolve campanhas de valorização da categoria, inclusive com a participação voluntária de muitos artistas e influenciadores, e nos deparar com uma referência dessas à profissão mostra que ainda temos um longo caminho a ser percorrido, no sentido de quebrar paradigmas e mudar uma cultura há décadas arraigada em nossa sociedade. Felizmente há iniciativas nacionais e internacionais que vieram para mostrar que não estamos sozinhas. A campanha “Nursing Now”, idealizada pela Organização Mundial da Saúde, traz a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, e a atriz Emilia Clarke (de “Game of Thrones”), como suas embaixadoras. É um alento e uma grande motivação saber, enquanto profissional de enfermagem, que não estamos remando sozinhos. E esta mensagem é para chamar vocês, grandes atrizes e mulheres brasileiras, a compartilharem conosco essa jornada, pelo empoderamento feminino e pela sororidade. A enfermagem é a categoria da saúde que passa 24 horas por dia ao lado dos pacientes. Atuamos em todas as fases da vida das pessoas, desde o nascimento, passando pelos cuidados preventivos, paliativos, até os momentos mais difíceis. Trabalhamos com indivíduos de todos os gêneros, idades e classes sociais, na saúde pública ou privada. No país, a enfermagem corresponde a 80% da força de trabalho da área da saúde, além de ser responsável por uma grande parcela da produção científica. E no estado de São Paulo, sou uma em um universo de cerca de 450 mil mulheres que integram a profissão. Nós, mulheres, correspondemos a cerca de 86% de todos os profissionais de enfermagem do estado. No vídeo de vocês, o uso de termos como “vestida desse jeito” e “ela não só veio vestida de enfermeira como também trouxe brinquedos” reduz a profissão a uma mera fantasia sexual. A enfermagem é uma profissão que depreende anos de estudo e aperfeiçoamento. Sua classificação fantasiosa é apenas mais um exemplo de um machismo estrutural que reduz o trabalho feminino a questões sexuais. Não são poucos também, por exemplo, os casos de feminicídio praticados contra profissionais de enfermagem, o que só demonstra o tamanho da luta que temos para além de nossa rotina de trabalho. Em uma breve busca de imagens no Google, vocês podem ver que o resultado para “enfermeira” é bem diferente do para “enfermeiro”. Precisamos mudar a visão de que mulheres profissionais de enfermagem (que também são auxiliares e técnicas, além de enfermeiras), assim como secretárias, professoras e outras, sempre sejam lembradas com uma carga erótica que não condiz com o seu real trabalho. Imagino que vocês também se sentiriam incomodadas e pouco representadas com qualquer imagem que pudesse distorcer a profissão de vocês. Como figuras públicas, formadoras de opinião e principalmente, mulheres, peço que não se refiram mais a qualquer trabalhadora como um fetiche. Vamos, juntas, permanecer em ação para que a força de trabalho feminina não seja restringida ao erotismo. Vamos, juntas, lutar cada vez mais pela valorização da mulher. Um abraço, Renata.

  57. GIOH

    GIOH3 meses atrás

    É errando que a gente aprende a acertar :) Obrigada pela crítica construtiva, o diálogo foi aberto e rendeu até um vídeo que rola em breve aqui no canal: portal.coren-sp.gov.br/noticias/carta-a-giovanna-ewbank-e-ingrid-guimaraes-favorece-o-dialogo-sobre-a-enfermagem/

  58. Sayonara da Costa Brito

    Sayonara da Costa Brito3 meses atrás

    eu to rindo altoooooooo